Seminário “O Mix Energético – Entre a estratégia desejável e a estratégia possivel”

No passado dia 21 de fevereiro realizou-se na Faculdade de Economia do Porto o seminário “O Mix Energético entre a Estratégia Desejável e a Estratégia Possível”. Este seminário integrou-se numa já vasta série de iniciativas nacionais e internacionais promovidas pela APEEN com vista à promoção da colaboração entre pessoas e instituições interessadas na área da Economia da Energia.
O evento teve muito sucesso, desde logo esgotado em termos de lotação, e também devido ao interesse e participação do público no debate.

O tema proposto não poderia ser mais atual e urgente. O Plano de investimento até 2030 para a área da Energia integrado na estratégia europeia de descarbonização, envolve diversas componentes cuja coerência, exequibilidade e eficácia exigem um debate esclarecido e multifacetado já que envolve, entre outros, o PT 2030 – Estratégia Nacional para o Portugal Pós 2020, o PNEC – Plano Nacional Integrado de Energia e Clima e outros tais como, o PNPOT – Programa Nacional da Política de Ordenamento de Território e o RNC2050 – Roteiro para a Neutralida de Carbónica 2050. 

   

Programa aqui.
Apresentações dos Keynotes Speakers Ana Quelhas (aqui) e Juan Alba Ríos (aqui).

Para onde vai a economia da Pobreza

Em forma de homenagem póstuma à professora Leonor Vasconcelos, a FEP, juntamente com a Associação Portuguesa de Economia Política e a APEEN – Associação Portuguesa de Economia da Energia, foi realizado no dia22 de novembro a conferência “Para onde vai a Economia da Pobreza?”.

Menção Honrosa PORDATA

A PORDATA e a Fundação Francisco Manuel dos Santos reconheceram o importante papel e contributo da Associação Portuguesa de Economia de Energia (APEEN) no desenvolvimento de uma área da PORDATA “Economia da Energia”, no âmbito do Tema “Ambiente, Energia e Território” da Base de Dados da Europa. Como resultado do trabalho conjunto desenvolvido, a PORDATA publicou vários indicadores, tendo a APEEN sugerido alguns outros indicadores, ainda não publicados. Entre eles, a “Intensidade Carbónica da Indústria”, a “Intensidade Carbónica dos Serviços” e a “Intensidade Carbónica do Sector Primário”.  A Presidente da APEEN, Isabel Soares, esteve presente  na Celebração da Entrega do Prémio PORDATA Inovação, e foi oferecida à APEEN uma coleção de ensaios da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Nesta equipa da APEEN estiveram integrados os associados Júlia Seixas, João Pedro Gouveia, Mara Madaleno, Margarita Robaina e Marta Ferreira Dias.

3rd APEEN & 5th ME3

A APEEN, o Centro de Investigação em Governança, Competitividade e Políticas Públicas (GOV  COPP na Universidade de Aveiro) e Centro de Investigação em Economia e Gestão (NIPE na Universidade do Minho) realizaram em colaboração a 3ª conferência da APEEN e 5º Encontro sobre Economia Energética e Ambiental – ME3, na Universidade do Minho, Braga, nos dias 18 e 19 de outubro de 2018.


Este ano, pela primeira vez, decidimos que esta seria a hora ideal para nos focarmos na gestão de recursos e resíduos. Desta forma, o tema principal foi a “Gestão de Recursos e Resíduos: desafios para a Economia da Energia e Ambiental para além de 2030”.


Contámos com a presença dos Keynote Speakers Maria L. Loureiro (Universidade de Santiago de Compostela) e Martin Brocklehurst (Kempley Green Consultants). Mais de 40 artigos científicos foram apresentados em sessões paralelas, com temas como: “Energy and Microeconomics”, “Waste management”, “Green cities”, “Inequality and Preferences in Environment”, “Energy and Macroeconomics”, “Cleaner energy technologies”, “Natural Resources Management”, “Energy efficiency and incentives”, “Integration of renewable power sources” e ainda “Modelling, simulation and forecasting of energy and carbon”.

 

Prémio IAEE-APEEN Student

Os prémios IAEE-APEEN Student, da Associação Internacional de Economia da Energia (IAEE) foram atribuídos a 8 de fevereiro no Departamento de Economia, Gestão, Engenharia Industrial e Turismo da Universidade de Aveiro (DEGEIT-UA), a três estudantes portugueses, pelo seu trabalho académico apresentado no encontro ME3 (Meeting of Environmental and Energy Economics) realizado em setembro de 2017 na UA. Este prémio procura encorajar mais estudantes de mestrado e doutoramento a juntarem-se à associação IAEE, através da inscrição na sua filial Portuguesa, a APEEN.
1º Classicado – Pedro Palma

O primeiro prémio, de 350€ foi atribuído a Pedro Palma, com o trabalho “Thermal Confort in Portuguese Households: Mapping Energy Needs at Civil Parish Level”; o segundo prémio, de 225€, a Rita Mendonça, com o trabalho “Assessing the effectiveness of economic instruments to steer urban sprawl: a hedonic pricing simulation modelling approach” e o terceiro prémio, de 125€, a Helder Marques com o trabalho “O apoio à decisão na eficiência energética na perspetiva do gestor empresarial”.

2º Calssicado – RIta Mendonça

Para além do prémio monetário estes alunos recebem a quota de associado durante um ano e a possibilidade de assistir gratuitamente aos eventos organizados pela Associação Portuguesa de Economia de Energia – APEEN, com sede na UA. No início de março de 2018 os vídeos estarão disponíveis em: https://apeen.pt/

3º Classificado – Helder Marques

A transição energética na Península Ibérica

 Dando continuidade à conferência realizada no Porto, em 20 de maio de 2016 (“Pensar a agenda para a transição energética”), a Associação Portuguesa de Economia de Energia – APEEN promoveu um seminário, no dia 14 de dezembro de 2017, no ISCTE, Lisboa, para debater os caminhos possíveis da transição energética e as suas consequências ambientais e económicas, intitulado: “A transição energética na Península Ibérica”.  Contando com o apoio e a participação da Associación Española para la Economía Energética (AEEE), este seminário ofereceu a possibilidade de um diálogo entre investigadores dos dois países ibéricos envolvidos em estudos recentes sobre aspetos relevantes da transição energética nos dois países.

Pode consultar o programa completo AQUI

Pode também consultar as várias apresentações:
– Trajetórias de descarbonização e impactos na matriz energética; PDF
– Contributo da eletricidade na descarbonização da economia portuguesa: Impacto marcro; PDF
– Escenários enérgeticos para España; PDF
– Un modelo de transporte descarbonizado para España en 2050. PDF

4th Meeting on Energy and Environmental Economics

O 4º Encontro de Economia Energética e Ambiental – ME3 organizado pela Associação Portuguesa de Economia Energética (APEEN) e o Research Unit on Governance, Competitiveness and Public Policies (GOVCOPP) realizou-se  no DEGEIT na Universidade de Aveiro nos dias 21 e 22 de setembro de 2017.

O ME3 é um encontro internacional que visa compartilhar experiências e resultados pela comunidade científica e empresarial cujos interesses são a Economia da Energia e do Meio Ambiente.

O evento contou com  sessões científicas paralelas e uma tarde de apresentações de empresas.

Pode consultar o programa aqui.

Conferência anual APEEN 2017

A Conferência anual APEEN é um encontro internacional que tem como objetivo compartilhar experiências e resultados da comunidade científica e empresarial cujos interesses são a Economia da Energia e do Meio Ambiente.

Pretende reforçar as ligações entre as instituições de ensino e investigação, as empresas do sector da energia, os reguladores, as autoridades de concorrência e os decisores políticos.
Este ano, a conferência foi dedicada à Europa e à transição energética para salientar a relevância das políticas energéticas e climáticas da União Europeia, bem como o seu quadro jurídico e institucional, para a transição energética em Portugal.

Mais informações sobre o evento aqui.

Novo subtema no PORDATA da responsabilidade de equipa de trabalho de associados da APEEN

Um novo subtema no PORDATA, denominado Economia da Energia, desenvolvido por uma equipa de trabalho que envolveu associados da APEEN, foi apresentado na 2017 APEEN Annual Conference, que decorreu no ISCTE, em Lisboa, no dia 9 de maio de 2017.

A equipa responsável pela proposta e elaboração de novos indicadores sobre Economia da Energia foi composta pelas associadas da APEEN Marta Ferreira Dias, Mara Madaleno, Margarita Robaina e Júlia Seixas.

A energia é um dos fatores determinantes na competitividade das atividades económicas e a causa maior das emissões de gases com efeito de estufa. Nas últimas duas décadas tem aumentado de forma significativa a necessidade de avaliar a eficiência na utilização da energia e as opções de alternativas energéticas com menos impacto nas alterações climáticas.

Os indicadores de economia de energia são instrumentos simples e eficazes que mostram a evolução dos sectores de atividade económica, em termos do uso da energia e das emissões geradas: por exemplo, uma evolução decrescente da intensidade energética e carbónica (menos energia consumida ou menos emissões geradas, por unidade de valor produzida, respetivamente) significa que aumenta a eficiência energética e a descarbonização da atividade económica.

Pelo contrário, uma evolução crescente dos indicadores ao longo do tempo aponta para a necessidade de adotar opções mais eficientes e limpas no que diz respeito ao uso de energia. Dado que o consumo de eletricidade de fonte renovável tem sido apontado como uma das opções mais custo-eficazes para melhorar a eficiência e a descarbonização das atividades económicas, o indicador relativo à intensidade elétrica é um instrumento a ter em conta.

Mais informações sobre o subtema Economia da Energia podem ser consultadas no site PORDATA.

Gestão Ativa da Procura de Energia: Eficiência e Resposta – GAPEER’17

A exigência da crescente integração de fontes renováveis nos sistemas electroprodutores, o cumprimento dos acordos internacionais na área do ambiente e a garantia de continuidade de fornecimento a custos comportáveis para a economia como um todo conduzem-nos à necessidade de pensar, ponderar e agir no lado da gestão ativa da procura da energia, quer na componente de eficiência, quer da resposta da procura.

Este foi o principal foco do fórum/conferência de debate na Universidade da Beira Interior, Covilhã, nos dias 20 e 21 de Abril de 2017. Tem como título Desafios da Gestão Ativa da Procura de Energia: Eficiência e Resposta – GAPEER’17.

https://www.facebook.com/gapeer17ubi/